quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

SOBREVIVENTE

Sobrevivente de grandes desastres
vários contrastes,por sorte ficou dentro de mim a mulher completa
Sobrevivi a tudo fui direta sem rodeios,soltei os freios que me prendiam.
Hoje sou dona da mágia e da delícia dos desejos fluindo.
Tudo lindo desde o beijo inocente até a ousadia mais irreverente.
Sou feliz assim,cheguei a acreditar no fim.Renasci,sobrevivi a tudo hoje encaro o mundo de peito aberto,deixei
o deserto que me consumia.
Hoje sou a anatômia e a fisiologia da mulher normal
Deixei de ser formal caí no natural
O amor e a paixão que hoje queima amanhã acaba e ponto final
Eu dona de mim,feliz desse jeito assim
achando tudo tão normal

CEIÇA PROCOPIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário