terça-feira, 26 de junho de 2012

SIMPLISMENTE AMOR

Ti enfeitei ti produzi
Ti ganhei ti perdi
Para você já fiz canção
Que acabou em samba
Desenhei,colori
Dancei na corda bamba
O pior fui que cai....
Mesmo assim não desisti
Por você estou aqui
Ultrapassei os obstáculos
Criei tentáculos,colei em ti
Amor nobre amor rei

Melodia,poesia nem sei?
Esse amor que dei
É magia,essência de flor
a certeza do mais puro amor

Ceiça Procopio
Brincando de Poetar

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Amores banais

Meias palavras,são quase nada
Diante do que eu preciso
Acredito estar exata
Idéias imediatas
Já errei e cansei
De andar na contra mão
dispenso a ilusão
já quebrei a cara
É tão rara a paixão que faz feliz
Quase todas acabam em dor
Sempre sentimento falsificado
Prefiro deixar de lado
Não quero chorar
O pranto dos abandonados
Falo sério deixei os mistérios
agora só se for para valer
Se não for,prefiro morrer
que deixar acontecer
Amores banais que não me levam a sério
Ceica Procopio

FUGAZ

Fugaz,atrevido
Plantou se em mim
Sem que tenha consentido
Ficou por conta própria
Nem dei conta
Coração apronta e faz folia
quando acaba judia

Chora a inconsequência
Amou um dia,quem não deveria
Assim foi acontecendo
Absorvendo aos poucos
Esse sentimento louco
Meio de improviso
Ignorou o perigo
Burlou o aviso
foi adiante

Apaixonou e acabou distante do que sonhou
Veio a realidade escancarando tudo
Foi apenas ilusão
Ferido ainda está ,meu coração
Naõ aprende,vive no talvez
Arrepende tarde dimais
Segue seu destino 
No desatino sempre sem paz
Ceiça Procopio


 

domingo, 24 de junho de 2012

Nos meus sonhos ti criei

Eu juro que ti amei
Nos meus sonhos ti criei
Confesso não imaginei
que no futuro
Doeria tanto
Quanto hoje está doendo
Confesso não entendo
Esse meu jeito inconsequente
querendo tanto um amor
Me entrego ao acaso
Dos sonhos transformados em dor
Ceiça Procopio

Acabou

Acabou durou tão pouco
O suficiente,para experimentar
O gosto amargo do fim
que veio revelar
As verdades das palavras
Escritas sem travas
Sem pensar na ferida causada
Que sangram sem medida
Tornando cada vez mais frágil a vida
Ceiça Procopio

Nossa história


Não é chegada a hora
O tempo ainda não permitiu
Mesmo querendo ti tanto
O destino decide seu tempo
O sentimento queima
Teima em queimar
Tudo poderá ser diferente
Nada posso exigir
Tenho que seguir o tempo certo
O livro ainda não está aberto
Para nós ...
Ceiça Procopio

Tudo mais...

Busco a felicidade
Paz e serenidade
Tudo mais.....
Ver meu mundo renovado
Ser luz,esquecer o passado
Transcender o prazer da calma
Adormecer,soltar minha alma
No real de todas as cores
Viver os amores
Ser como as flores
Marcantes no perfume
Absoluta na fonte perene
Dos insanos amores....
Ceiça Procopio

Amor puro cristálino

Cada dia que passa
Mais ti sinto meu
Um amor que ultrapassou
Desertos e barreiras
Chegou,apossou,eu me entreguei
Mergulhei fundo nesse amor
Meu futuro,meu destino
A você eu entreguei
Ti fiz meu rei
Vivi as fantasias que criei
Assim sou feliz
Você meu,eu sua
No céu no mar na lua
Em qualquer lugar
 Nosso amor está...
Ceiça Procopio
 

Detalhes da vida

Dona dos meus atos



Não me entrego sem briga
Não me dobro diante do que não aceito
Não me submeto a intrigas
Esse clima eu rejeito
Ninguém é perfeito
Exijo respeito
Sou dona dos meus atos
Fatos consumados
Nem recordações eu guardo....
CeiçaProcopio
 
 

 
 

Ti desejo

Desejo ti,a paz mais colorida
Tudo de lindo na tua vida
Que encontre seu amor
Sua metade perfeita
Pura como essência de flor
Por onde quer que for
Estejam unidos
Um abrigo do outro
Nos caminhos e no conforto
Navio atracado ao porto
Seguros sem correrem riscos
É tudo que ti desejo
Felicidade sem receio
Vida vivida na paz...
Mais linda!!!
Que só o amor é capaz
De tudo e muito mais
Ceiça Procopio

Inocência cega

Adoro seu jeito de criança
Suas fantasias,cheias de esperanças
Inocência e pureza,que a vida desfaz
Na tristeza de ver revelado
As dores que a vida trás
Nada é tão viavél....
Tem sempre algo a proibir
E assim levamos a vida
Nessa luta,sem poder desistir
Feliz de ti que ainda preserva
A Inocência cega
Pureza da beleza que rega
as sementes dos sonhos
do seu encantado jardim

Ceiça Procopio

Busca inutil

Chega a noite
Vem o desespero
No açoite da saudade
Sinto seu cheiro
Não dá para ficar assim
Saio por ai,sem rumo certo
No deserto eu ti busco
Nas esquinas,nos becos escuros
Ti procuro até nos anéis de saturno
Volto para casa....
Já se faz alta madrugada
O cansaço me faz adormecer
Nessa busca,inútil de você...
Ceiça Procopio


Não ti quero mais

Não da para acreditar
Depois de tudo que aconteceu
Você ter a coragem de voltar
Agora não dá mais
Segue a viagem sem olhar para trás
Sofri,porém o amor morreu
Hoje sou eu,quem não ti quer mais
Ceiça Procopio

Nosso tempo acabou

É tarde amor
Nosso tempo acabou
Resta saudade
E o sofrer da dor
Que proibiu nossa união
Segue seu caminho
Vou procurar seguir o meu
São detalhes da vida
Planos que nos surpreendeu
Desejo ti felicidade
Quanto a mim...?
Vou enfrentando a realidade
Até que essa tristeza
Chegue ao fim
Ceiça Procopio


Noite especial

Hoje eu só quero 
Uma noite especial
Uma taça de vinho
Vamos comemorar
Nosso amor ideal
Coladinhos dançar
Ao som romântico
De uma bela canção
Juntinhos,meu amor
Falar baixinho
Segredos,da nossa paixão
Ceiça Procopio
 
 

Felicidade breve

                            FELICIDADE BREVE
Primeiro você me cativa
Com carinhos e palavras
Depois me deixa sem vida
Entristece me arrasa
Felicidade breve
Vem e passa
Deixa a tristeza
Tomando conta da casa..
Ceiçaprocopio