quarta-feira, 28 de setembro de 2011

PALAVRAS QUE FEREM

Como posso conviver
Com lâminas afiadas
Que não perde a chance
Fere e depois acaricia
Ironicamente no lance cínico
De palavras,escritas ou faladas
Ceiça procopio

FRASES E NADA MAIS

Frases e nada mais
Quero ser amada
Uma dádiva moldada
Feita na medida exata
Entre nós sobram arestas
Quero exclusividade
Fazer festa colorida
Nas nuances da felicidade
De um cristal lapidado
Viver o ideal de todos ideais
Na paz com brilho de estrelas douradas
Bordadas num manto azul turquesa
Um céu de beleza pura
Amor sagrado coroado
Na paz e no abrigo
é tudo que preciso
Ceiça procopio

domingo, 25 de setembro de 2011

ÉS LIVRE

Se queres ir
Que posso eu fazer
Siga ,vai ser feliz
Quem sou eu para prender ti
Siga seu caminho
Busque em outros braços carinho
Nunca esteve preso a mim
Meu jeito de amar é assim
Sem amarras...
Sou aquela que ama
Com o mais verdadeiro amor
Porém sou forte...
Suporto a dor
O tempo cura
Desejo ti sorte.....
Agora vá.....
Ceiçaprocopio

ACABEI SEM VOCÊ

Esse amor que viveu momentos lindos
Que jurou ser para sempre
O tempo foi indo
O amor que era lindo
Foi minando sutilmente
Quando dei por mim
Estava ali,só
Perdi você.....
Dei de cara com o fim
Perdi da vida o prazer
a solidão tomou posse de mim
Ceiçaprocopio

EU PRECISO

Quero um amor,que faça um milagre em mim
Que tenha a essência da mais rara flor
Que me refaça....
Que seja exclusivo
Traga contigo a paz
O abrigo que mais necessito
No abraço forte
É a sorte que preciso
Ceiçaprocopio

sábado, 24 de setembro de 2011

CARENTE DE TI

Vem estou carente do seu abraço forte
Quero a sorte de estar contigo
No paraíso que só você proporciona
No brilho do teu sorriso
Na paz que faz fluir
Soluciona tudo em mim
Meu balsamo sagrado
Meu amor que não tem fim
Ceiçaprocopio

VAMOS DESCOBRIR O PARAISO

A noite esta boa
A noite está otima
Vem comigo sem compromisso
Voar no paraíso
Cantar dançar
Vibrar no sorriso
Doar na intensa plenitude
Sem temer perigo
Vem,vamos viver a felicidade
Plena sem dilemas
Sem resumo....
Ceiçaprocopio

DUVIDAS

Flui em mim tantas duvidas
Busco respostas...
Saio percorrendo a vida
Expostas aos perigos
Apenas sigo
Na tentativa,de encontrar explicações
Libertar desse martírio
Que me tira a paz
Foge do meu domínio....
Ceiçaprocópio

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

PALAVRAS NÃO...

Nenhuma palavra,fará você me entender
Se não houver sensibilidade
No que deixamos transparecer
Palavras são banalidades
Tente entender,quem ama de verdade
Tem o dom do amor
Basta um gesto,um olhar um sorriso
No silencio que é preciso
Na convivência com o desconhecido
Que passamos a conhecer
Ceiçaprocopio

SOU

Sou andarilhas das estradas solitárias
Sou ilha cercadas de saudades
Qualquer fatalidade contrária
Dos planos sou a falha
A faca que retalha
Laços de união
Sou o vão das tempestades
Argumentos de insanidade
Sou mesmo sem querer
Vou pois nada me convence ficar
Perdi a paz,encontrei a guerra
O amor que dei,caiu por terra
Nada sei e nem me interessa
Cansei,perdi a pressa....
Ceiçaprocopio




 

RAINHA DAS ÁGUAS

Inspire,sinta sua essência
Que vem dos verdes de suas matas
Minha cidade,Águas da Prata
De belas cascatas prateadas
Lindas campinas
Fontes de águas cristalinas
Piscinas naturais
Onde a paz fez morada
Quem ti conhece
Jamais ti esquece
Milagre das alvoradas
O sol surgindo,de trás das serras
Orgulho tenho da minha terra
Matas, fontes,cascatas
A brisa que alisa
No doce refrigério
Que vem de suas matas...
Ceiçaprocopio

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

SOU TEU AMOR

Sou para você aroma de flor
Doce querer...
Sou teu amor
A gota da chuva
Pétala macia
O som da melodia
Fantasia colorida
Vida,paz e harmonia...
Ceiçaprocopio

PERFEIÇÃO


Vida feito fonte colorida
Ponte que leva ao horizonte
O sol nascendo de traz dos montes
Enquanto a lua cansada, adormece
Refazendo sua luz
Universo paralelo
Na perfeita união
Interligados elo
Na corrente da perfeição
Ceiçaprocopio

PAZ

Serena como água de lagoa
Vivendo feito poema
Rimas de canções que entoa
No clima perfeito
No peito a paz
Que faz tão bem
Sempre a espera de alguém
Que me ame como ninguém
Jamais ousou amar
Ceiçaprocopio

VIAJANTE DOS MEUS VERSOS

Ha dias que escrevo minhas poesias
Enter estrelas bordadas
Viajo perdida no tempo
Entre palavras rimadas
Com o mais puro sentimento
 Hipnotizada abduzida
Viajante seduzida
Voando feito papel ao vento
Deixando explicito o sentimentos
Transformando em versos
O universo só meu.....
Ceiçaprocopio

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MELANCOLIA

Há uma melancolia
Represando as palavras
Uma fúria que judia
Que mantém as travas
Eu só queria extravasar as magoas
Desabafar na poesia
Meus desamores
Sangrar as dores
E adormecer........
Ceiçaprocopio
 

AMAR É.........

Amar é sentir sem querer
É perder o controle
É ser sem ter
É sonhar sem adormecer
Partir e voltar
É ser a tal 
Querendo ser tua
Céu e lua
Mel e ternura
Encanto e procura
amar é querer ser amada
Almas afins...
Amar é isso...
Correr o risco na doação sem limite
Feliz ou triste
Deixar as rédeas soltas
Nunca ir pela razão
Feito águas revoltas
Frenéticas,delirando de paixão
Ceiçaprocópio

ENTRE AMORES E TROPEÇOS

Só eu conheço minha dor
Sou fim,meio e começo
Sou o avesso do amor
Reconheço meus tropeços
Sou eu que a dor padeço
Na busca da felicidade
Levada pelos sonhos
Acordo na realidade
Do pesadelo tristonho
Amando sem medidas
Sofrendo cada partida
Voltando sempre ao começo
Fortaleço e sigo pagando o preço
Ceiçaprocópio

PALAVRAS SM TRAVAS

Poesia é feito nascente de um rio
Não consente em represar
Segue na correnteza do leito frio
Das palavras a bailar
Totalmente sem travas
Como a fluente nascente
Correndo abraçar o mar
Ceiçaprocópio

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Casos do acaso

Instantes escuros na mente insana
Futuro me faz profana
Nessa escuridão
Perco o rumo
Sem direção....
Divago,passo a passo
Cai no acaso da desilusão
Nem sei quem sou..
Perdida nessa solidão
apenas vou......
Ceiçaprocópio

PRECISO RESPIRAR

Não gosto de amarras
Preciso soltar esses cordões
Estão me sufocando
Aventuras que acabam caras
Ferem o coração...
Causam asfixia....
Preciso respirar
Tenho que me libertar dessa agonia
Ceiçaprocópio

NAÕ VALEU A PENA

Nada valeu a pena entre nós
Tanta dedicação...!!
Hoje ouso a voz
Da minha solidão
É,preciso ti esquecer
Ti arrancar de vez
Do meu coração
Diante de tanta decepção
Acreditei na cumplicidade
Descobri,que para você
Não passei de banalidade
Só eu sei,o quanto doeu,
sua hipocrisia
Usou e abusou
e partio,para outra fulia
Ceiçaprocópio 

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

ULTIMA TENTATIVA

Canto espanto a tristeza
Seco meu pranto
Viajo na certeza
que amanhã será melhor
Sigo nem sei para onde...
Não ligo apenas vou..
Quem sabe ainda encontro
Um pouco de sabor
Refaça meu destino esse breve amor
Que seja minímo....
Do muito que desabou
Ceiça procopio

Sou mais você do que" eu"

Sou teu pão
Sou tua sede
Tua paixão
Plena ilusão
Viagens onde você
Nunca esteve
Sou a nave que ti leva
Na escuridão cega
sou o amor que transforma
Embriaga e cura a dor
Sou a paz do seu desassossego
Sou quem trás você a realidade
Tua felicidade concreta
Sou sua meta...
Sou bem mais você ,do que eu....
Ceiçaprocopio

sonhos

Foram tantas promessas
Tantos sonhos...
No final acabei nessa
Prisão inversa,sem paixão
Solidão gelada
De quem nunca foi amada
Restos dos prazeres,que proporcionei
Acabei no protesto
Das minhas insanidades
Incapacidade sem retorno
Fim do transtorno
Chamado sonhos....
Ceiçaprocopio

LUTAR E LUTAR

Entorpeço caio...
Me perco,continuo
Já não sei que fazer
Sai caro o preço
Continuo,errando
Muito mais que acertando
Será que mereço,tantos danos?
Já nem sei
As vezes nem quero saber
Enqto der vou escalando
Se chegar ao topo valeu...
Se não ao menos tentei...
Ceiçaprocopio

SIMPLISMENTE VIVI

Vivi amores efémeros
Outros platónicos
Ganhei,perdi
Morri,revivi...
Tantas vezes que aprendi
Entrei no jogo
A vida é assim
Água e fogo
Começo e fim.....
Ceiçaprocopio

Saudade

Saudade continua doendo
Como sempre doeu
Entendo pois sou quem sinto
Ela me pertence
as lágrimas?...
Já nem caem mais
Secaram,quem chora 
É meu coração...
Com certeza morrera chorando
Essa triste desilusão.....
Ceiçaprocopio