terça-feira, 31 de agosto de 2010

EU E DEUS


Lavo a saudade perdida
Penduro minhas magoas ao vento
As tristezas e os lamentos
Deixo de molho no tempo
Tiro o pó dos amores passados
Varro as lembranças amargas
Jogo no lixo as pesadas cargas
Limpo tudo...Varro ...Passo
Do mundo eu só não desfaço
Da fé que tenho em DEUS
Que é meu porto de chegada
Amparo dos dias meus
Ceiça

CHEIRO DO MATO


Abro a janela e sinto a brisa leve
Que vem da serra
Alisa minha pele
Num beijo com gosto de primavera
Aqui tudo é magia
A melodia dos passaros
O barulho das aguas cristalinas do riacho
O orvalho nas campinas
A cascata pratiada saltitante feito bailarina
O cheiro gostoso da terra
Aqui no alto da serra
A visão é a mais bela
O colorido das flores do campo
No jardim de casa,uma linda rosa amarela
Uma gota de orvalho ainda paira sobre ela
Mas parece uma perola,tamanha sua beleza
Que a natureza revela
É o milagre de DEUS,presenteando os filhos seus....
CEIÇA

domingo, 15 de agosto de 2010

----------------------TRAVESSURAS----------------------


Deixa de travessuras,garoto esperto
Tem ternura no deserto das palavras
Perde as travas seduz feito luz na escuridão
Querendo provocar a paixão
Eu finjo acreditar,assim como você eu também sei jogar
No fim fica tudo igual
Feito fanfásia de carnaval
Desbota perde o brilho
Acaba num canto
Perde o encanto ...Desaba
Cai no esquecimento e assim vai o tempo
Sem lamento
No fim nem para você nem para mim
Usamos e abusamos,ninguém sai vencedor
Nos sonhos enventados sem legados
Acabamos saturados
Voltamos,cada qual para seu lado
CEIÇA

---------------------MOMENTOS----------------


Eu e você assim,rolando no espaço
Refazendo passo a passo tudo que sonhamos
Eu dizendo no seu ouvido segrêdos não permitidos
Você sorrindo tudo tão lindo
Nosso paraiso idealizado
Amor bandido sequestrado
Em todos os sentidos
Vivido e revivido no calor dos nossos braços
Nosso abrigo,conforto sem espaço
Depois....Apenas adeus
Só cabe ao tempo esse amor impreciso
Quando a saudade bater você me chama
Venho voando e pouso no seu paraiso
Quantes vezes for possivel
Estarei contigo,meu amor meu abrigo
Prisioneira desse amor bandido
CEIÇA

AMOR PROFANO


Sentimento louco,fico vulneravel
Vou aos poucos me entregando
Sem limites sem censuras
Pura...Exata....
Naturamente como se fosse parte de você
Doce no prazer que vai dominando,todo meu ser
Tentei fugir não resisti voltei
Estou presa a esse amor insâno
Que foge dos meus planos
Domina meus sentidos
Amor atrevido não consigo dominar
Estou aqui,entregue toda ao seu prazer
Já que é impossivel viver sem você
CEIÇA

terça-feira, 10 de agosto de 2010




Eu tive que cair, pra crescer. Eu tive que perder tudo, pra aprender que não se pode ganhar todas as coisas. Eu tive que derramar lágrimas todas as noites, pra limpar minha alma. Eu tive que fingir ser forte, e sorrir, quando lá dentro, eu estava desabando. Hoje eu prometo que vou CRESCER e encarar a vida de um jeito diferente, eu poderia mandar tudo pra puta que pariu, mas não, eu quero acreditar que posso abrir meus olhos agora, tirar os fones de ouvido e escutar a voz do mundo real, agora vou viver por quem me ama e me quer bem, não por aqueles que se acham maiores que eu, e na verdade, não conseguem nem se enxergar e ver que ninguém é melhor que ninguém!

EDSON O MÁXIMO SEMPRE NO MEU CORAÇÃO


terça-feira, 3 de agosto de 2010

******************meu querer******************

A noite chega eu ti chamo
Vem ficar comigo porque ti amo
Preciso do seu abrigo
Do seu abraço feito laço
Do seu beijo molhado
Deixando evidênte o seu prazer
Preciso de você assim despojado
Vem ficar ao meu lado
Quero sentir seu cheiro
Ti explorar inteiro
Ser e ti fazer feliz
Amar e me fazer amada
Ti espero feito louca
Vem que ti quero aqui
Totalmente dono de mim

CEIÇA

*********me estenda a mão****************


Busco apoio urgente
Ofusco meus dias indevidamente
Preciso de uma mão estendida
Quero retornar a vida
Ter no coração o amor
Soltar meus ânseios
Curar a dor que veio junto com as perdas
Preciso urgente ser feliz
Esquecer a cicatriz e viver nova história
Fazer minha hora
Vem me socorrer
Sozinha sou insuficiênte
Preciso de alguém
Uma mão estendida
Que me traga de volta a vida
Vem ser minha fonte perene
O bem que serene esse meu desalento
Vem traz para mim o talento
Da felicidade sem fim

CEIÇA