segunda-feira, 15 de dezembro de 2008


Vinho e água...
Você é o vinho que embriaga.
Eu a água que mata a sede.
Você o delírio e alegria.
Eu a paz e o aconchego.
Você noite eu dia.
Quando você se vai eu chego.
Á noite é dos amores.
O dia da realidade.
Você é sonho, doces sabores.
Eu real e verdade.
Vinho e água misturados o vinho perde o sabor.
A água perde a pureza e acaba saturada.
É assim é nosso amor.
Você me embriaga eu mato a sede do teu amor.
Você aquece, eu te refrigero.
Assim eu te quero e você me quer.
Nossas diferenças faz de você meu homem e eu sua mulher...

Nenhum comentário:

Postar um comentário