terça-feira, 31 de agosto de 2010

EU E DEUS


Lavo a saudade perdida
Penduro minhas magoas ao vento
As tristezas e os lamentos
Deixo de molho no tempo
Tiro o pó dos amores passados
Varro as lembranças amargas
Jogo no lixo as pesadas cargas
Limpo tudo...Varro ...Passo
Do mundo eu só não desfaço
Da fé que tenho em DEUS
Que é meu porto de chegada
Amparo dos dias meus
Ceiça

Nenhum comentário:

Postar um comentário