segunda-feira, 11 de abril de 2011

aqui eu me refaço

Gosto do meu sertão
Onde a lua faz clarão
Estendo minha rede
Pego meu violão
One não existe nada
Só eu e  você
Nas belas madrugadas
Vendo a lua esconder
O sol aparecer
Nem se compara
Com a vida na cidade
aqui faz morada
A tranquilidade
A paz da brisa fresca
Transformada em poemas
Nas palavras que alisa
Tendo o amor como tema
Onde tudo é verdade
As corês os cheiros
O poeta na inspiração
Compõe seus versos
Perfeitos,com rimas
Fluidas do coração

CEIÇA PROCÓPIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário