quinta-feira, 14 de abril de 2011

DESLIZES

Relato meus deslizes
Nas ondas oscilantes
Dos momentos infelizes
Nesse instante
Fico fragilizada
Minha solidão,bem mais aflorada
Querendo um amor constante
Que eu me sinta amada
Não é fácil,os sentimentos são inconstantes
Eu,frágil sofro
O desgosto de cada fim
Eu que só queria um amor...
Verdadeiro,companheiro
Para nunca mais sofre assim

CEIÇA PROCOPIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário