domingo, 28 de agosto de 2011

UMA REDE EUM VIOLÃO

Busco a serenidade e calma
Nesse paraíso,onde a felicidade
Invade minha alma
Ocheiro de mato verde
O violão companheiro
No balanço gostoso da rede
Refaz,traz paz e inspiração
Só ouso o barulho do vento
O canto dos passarinhos
Desperta me o melhor sentimento
a brisa que alisa num carinho
Aqui sou felicidade
Sou festa ,seresta alegria
Estrelas adornando a felicidade
Na delicia de tão suave magia
Ceiça Procópio

Nenhum comentário:

Postar um comentário