quarta-feira, 27 de março de 2013

AMOR DE ALMAS

Sua tristeza, lateja no meu peito
Força estranha, quando a gente ama
Assim como amo você
Um jeito diferente de querer
Um amor de almas
Na calma de viver
Querendo arrancar de você
Tudo que ti faz sofrer 
CeiçaProcópio
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário