sexta-feira, 28 de agosto de 2009

UNIÃO



Agua que brota da terra


Corre por entre as serras


Cortando os verdes vales


Abraçando o riacho


Segue mansa feito a dança dos pardais


Nunca cansa...Sempre quer mais e mais


Nessa paz segue


Matando a sede dos animais


Alimentando a rede dos pescadores


Cantando quando cai


Na bela cascata prateada


Segue desbravando as invernadas


Até alcansar o mar


Aquela fonte cristalina


Tão pequenina


Que vi brotar


Abrindo seus braços


De riacho em riacho


Torna se um rio


Que de rio em rio


Se faz mar...


CEIÇA PROCOPIO 28/08/09

Nenhum comentário:

Postar um comentário