domingo, 15 de agosto de 2010

---------------------MOMENTOS----------------


Eu e você assim,rolando no espaço
Refazendo passo a passo tudo que sonhamos
Eu dizendo no seu ouvido segrêdos não permitidos
Você sorrindo tudo tão lindo
Nosso paraiso idealizado
Amor bandido sequestrado
Em todos os sentidos
Vivido e revivido no calor dos nossos braços
Nosso abrigo,conforto sem espaço
Depois....Apenas adeus
Só cabe ao tempo esse amor impreciso
Quando a saudade bater você me chama
Venho voando e pouso no seu paraiso
Quantes vezes for possivel
Estarei contigo,meu amor meu abrigo
Prisioneira desse amor bandido
CEIÇA

Nenhum comentário:

Postar um comentário