sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

---------DOIS LADOS------------------


Tenho a boca rubra de seda
Minha lingua,tem gentileza
Quando desafiada destila fel
Sou mansa e fera
Fogo e água
Sou a paz e guerra
Tenho dois lados
Entregar me jamais
A sorte é minha aliada
Sou fragil e forte
Agil e determinada
Aprendi com a vida
Na dor latejante das feridas
Acabei um animal acuado
Tanto morre quanto mata
Quando,da vida não espera mais nada
Ceiça

Nenhum comentário:

Postar um comentário