sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

TANTAS DECEPÇÕES


Meu corpo sofre
Vagando por histórias mal resolvidas
Acabei sem sorte
Dessa vida sofrida
Sem ninguém que me entenda
Sem amparo eu enfrento a vida
Nunca imaginei sofrer tanto
São tantas decepcões
O pranto molhando as desilusões
Na garganta o nó,que cala em mim
a dor mais cruel
Quero um breve fim
Descansar no céu
Adormecida,o sono eterno sem vida
Ceiça

Um comentário:

  1. Na verdade o que a gente não quer é a morte, entendi que esse sentimento é a sensação de querer fugir, de ir pra longe dos problemas. Preste atenção nisto. Não é vontade de morrer, mas de fugir de sair de dentro de nós e ir par algum lugar que tenhamos paz. O pior que isto não vem e o jeito é encarar, mas como? Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é. Não quero morrer sem sentir o gostinho da felicidade. Vamos tentar reagir, acho que temos chance. bjsss bjsss

    ResponderExcluir