sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

AMARGA SAUDADE


Saudade é um um bicho estranho
Quando ela domina a dor não tem tamanho
Determina a sina
Da um nó na garganta
Aperta o peito
Agonia é tanta,que não tem jeito
Nessa hora
Tudo que você quer
É o amor aqui
Junto de ti
Sabe que impossivel
É um sentimento
Que não entende
Apenas sente
Sofre o castigo
Sabia que era proibido
Ousou querer
Sem opção só resta sofrer
CEIÇA

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Saudade.... Ja rendeu muitos poemas esse titulo, mas nenhum igaul ao outro...
    Parabens Ceiça
    Abraços
    Tonni Lima

    www.frasesubntendida.blogspot.com

    ResponderExcluir