domingo, 20 de março de 2011

O GOSTO BOM DO PERIGO

Paz silencio da alma
Que tanto me acalma
Eleva,e me leva
Ao infinito
Ao paraíso
A plenitude
Que com tudo isso
Sinto,a juventude sem risco
Adoro,o vento
Invisivél,porém tão forte
Me faz leve
A sorte,segurando meu corpo
Vida breve....
Mortal se errar
Que o destino me leve
Incontrolável,a emoção que me atrai
A adrenalina me faz adormecida
Nesse momento sou paz
Só quero voar nada mais.....

CEIÇA

Nenhum comentário:

Postar um comentário