segunda-feira, 7 de março de 2011

SOLIDÃO

Solidão machuca
Adoece a alma
Nessa força bruta
Que jamais acalma
Tento sonhar acordada
Já não consigo
Essa dor dilacerada
Querendo abrigo
Pensamento voa
Ja perdeu o brilho
Vou vivendo a toa
Sem nenhum mutivo

CEIÇA

Nenhum comentário:

Postar um comentário