quinta-feira, 14 de abril de 2011

CORAÇÃO SEM DONO

Encontrei numa tarde de outono
Um coração sem dono
Carente e triste
Na dor do abandono
Ofereci meu ombro
Consolei,disse que para tudo existe solução
Vai chegar outra paixão
Naquele momento
Meu coração bateu mais forte
Era o sentimento mais nobre
Chegando,querendo entrar
Foi ai que começou o nosso amor
Hoje somos paz e alegria
Felicidade dia a dia
Feito suave melodia
Solta no ar

Ceiça Procópio

Nenhum comentário:

Postar um comentário