quarta-feira, 29 de junho de 2011

CORAÇÃO POETA

No coração do poeta
Mora a solidão
De maneira discreta
Ele chora nas palavras
A triste desilusão
Vive no silencio
Faz da vida isolamento
Trocaria mil rimas
Por uma noite de amor


CEIÇA PROCOPIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário