sexta-feira, 16 de setembro de 2011

PALAVRAS NÃO...

Nenhuma palavra,fará você me entender
Se não houver sensibilidade
No que deixamos transparecer
Palavras são banalidades
Tente entender,quem ama de verdade
Tem o dom do amor
Basta um gesto,um olhar um sorriso
No silencio que é preciso
Na convivência com o desconhecido
Que passamos a conhecer
Ceiçaprocopio

Nenhum comentário:

Postar um comentário