sexta-feira, 16 de setembro de 2011

SOU

Sou andarilhas das estradas solitárias
Sou ilha cercadas de saudades
Qualquer fatalidade contrária
Dos planos sou a falha
A faca que retalha
Laços de união
Sou o vão das tempestades
Argumentos de insanidade
Sou mesmo sem querer
Vou pois nada me convence ficar
Perdi a paz,encontrei a guerra
O amor que dei,caiu por terra
Nada sei e nem me interessa
Cansei,perdi a pressa....
Ceiçaprocopio




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário