domingo, 24 de junho de 2012

Acabou

Acabou durou tão pouco
O suficiente,para experimentar
O gosto amargo do fim
que veio revelar
As verdades das palavras
Escritas sem travas
Sem pensar na ferida causada
Que sangram sem medida
Tornando cada vez mais frágil a vida
Ceiça Procopio

Nenhum comentário:

Postar um comentário