quarta-feira, 15 de setembro de 2010

----------------AMOR AO AVESSO-----------------


Esse amor bandido
Vivido ao avesso
Que faz de nós,voz e silêncio
A delícia e a malícia
Sem censura sem limite
Procura que adimite todas as descobertas
Certas ou incertas
Abertas, sem condições determinadas
Tudo ainda é pouco
Nosso amor louco sem pudor
Que tira meus sentidos
Com seu jeito atrevido
Delicioso de fazer amor
Não sei se é de direito
Apenas sei que é o amor
Mais perfeito que já experimentei
Ceiça

3 comentários:

  1. Boa,Noite Minha Querida Amiga Do Coraçao,Tomei a Liberdade, de Ler Seus Poemas Estou Realmente Encantado,VC,e Maravilhosa!Minha Linda, Pesso Que 0 Grande Mestre Continue Direcionando Seu Foco de Luz,no Seu Caminho!!....me aceita como amigo??

    ResponderExcluir
  2. Dyllon,é com imenso prazer e carinho,que ti aceito
    Seja bem vindo!!!!!
    bjus

    ResponderExcluir